GRUPO DE TRABALHO

 

4º ENCONTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS  PARA  PAN-AMAZÔNIA E CARIBE - EPPPAC 2017

TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS, PROCESSOS MIGRATÓRIOS E DIREITOS HUMANOS 

A PARTIR DA PAN-AMAZÔNIA E CARIBE

 

 

GRUPOS DE TRABALHOS

APROVADOS CONFORME EDITAL nº 02/2017

  

GT 1 - TEMA: MIGRAÇÕES E REPRESENTAÇÕES NA FRONTEIRA PAN-AMAZÔNICA: ENCONTROS CULTURAIS E RESSIGNIFICAÇÕES IDENTITÁRIAS.

Coordenação

Profª Doutor André Augusto da Fonseca - Universidade do Estado de Roraima - UERR.

 

Vice-coordenação

Jakson Hansen Marques (doutorando do PPGSCA/UFAM - integrante  do  Núcleo de Pesquisa do Centro Universitário Estácio da Amazônia)

 

Ementa

Processos migratórios e representações produzidas pelos diversos atores sociais presentes no contexto de fronteira. Diversidade de manifestações religiosas, culturais,  de trabalho, política, sociais, nos diferentes territórios, lugares, fronteiras que compõem a Amazônia. Manifestações, ressignificações, das mais variadas matizes na tríplice fronteira.

Objetivos

Promover o debate em torno das temáticas da migração e encontros culturais na pan Amazônia. Compreender a fronteira pan amazônica como um lócus privilegiado de interpretação das representações e ressignificações identitárias e constituir uma rede de pesquisadores sobre os processos migratórios, representações, encontros culturais e ressignificações identitárias na fronteira pan amazônica.

 

 

GT 2 – TEMA: VIOLÊNCIAS, FRONTEIRAS, POPULAÇÕES TRADICIONAIS E MIGRANTES NA PAN-AMAZÔNIA E CARIBE.

Coordenação

Prof. Dr. Marcos Antonio Braga de Freitas (Instituto Insikiran/UFRR)

Vice-coordenação

Danielle Moreira Brasileiro – (Doutoranda do PPGSCA)

Profa. Alessandra Rufino (UFRR) - ( Doutoranda da UFRS)

 

Ementa

As ideias de fronteiras no contexto da Pan-Amazônia e Caribe. Populações tradicionais e migrantes na Pan-Amazônia e Caribe. Violências nos espaços de fronteiras da Pan-Amazônia. Migrantes e as violências transfronteiriças.

Objetivos

Abordar o cumprimento e ou violações dos deveres dos países signatários dos pactos internacionais frente às populações tradicionais e migrantes nos espaços fronteiriços, apresentando os vários tipos de violência que têm afetado a vida dos povos transfronteiriços no contexto da Pan-Amazônia e Caribe e a aplicação dos países membros aos pactos internacionais em situação de fronteiras

  

 

GT 3 -  TEMA: PROTEÇÃO SOCIAL, DESENVOLVIMENTO E CULTURA NA PAN-AMAZÔNIA E CARIBE.

Coordenação

Profª Drª. Heloisa Helena Correa da Silva (UFAM)

Vice-coordenação

Danielle Moreira Brasileiro (Doutoranda do PPGSCA/UFAM)

 

Ementa

A proteção social em sua complexidade e intersetorialidade na economia, cultura e fronteira. Proteção Social e garantia dos direitos sociais específicos, frente à realidade dos povos Amazônidas e caribenhos.

Objetivo

Abordar a aplicação da proteção social na Pan-Amazônia e Caribe frente aos contextos de fronteiras, acessibilidade e mobilidade regional vivenciados pelas populações tradicionais e migrantes.

 

 

GT 4 –  TEMA: QUESTÃO SOCIOAMBIENTAL, RECURSOS NATURAIS, POVOS TRADICIONAIS, PROCESSOS MIGRATÓRIOS E DIREITOS HUMANOS.

Coordenação

Profª Drª. Amelia Regina Batista Nogueira (UFAM)

 Vice-coordenação

Ana Beatriz Cyrino (Doutoranda do PPGSCA/UFAM)

 

Ementa

A questão socioambiental como elemento cotidiano de resistência na luta pelo uso e usufruto dos recursos naturais e sua contribuição para a denúncia contra a violação de direitos e a elaboração e gestão de Políticas Publicas favoráveis às populações locais na Pan-Amazônia e Caribe.

Objetivo

Discutir as expressões multifacetadas da questão socioambiental a partir da Pan-Amazônia e Caribe.

 

 

 GT 5 – TEMA: POVOS INDÍGENAS E POLÍTICAS PÚBLICAS NAS FRONTEIRAS DA PARAMODERNIDADE AMAZÔNICA

 Coordenadores

Prof. Dr. Adolfo Neves de Oliveira Junior (UEBA)

Prof. Dr. Maxim Reppeto (UFRR)

Prof. Dr. Luis Campos (UAHC-Santiago do Chile)

  

Ementa

Modernidade e populações tradicionais. Politicas públicas e fronteiras. Território e natureza.

Objetivos

Evidenciar formas diferentes de enxergar o mundo e de responder aos conflitos e problemas sociais que nele existem, o que  nos leva a pensar a possibilidade de  diferentes concepções de modernidade em conflito e debate, paramodernidades que nos confrontam com processos sociais e as definições de políticas públicas e nos obrigam a ampliar o debate conceitual e teórico para compreender os novos desafios que surgem frente a nós.

 

 

 GT 6 – TEMA: MARXISMO E AMAZÔNIA

Coordenação: 

Arminda Raquel Botelho Mourão (Prof Doutora/UFAM) 

Vice-coordenação

Geraldo Magela (doutorando do PPGSCA/UFAM)

Cynthia Maria Binda Leite (doutoranda do PPGSCA/UFAM)

 

Ementa

O método dialético marxiano. O método dialético marxiano e a investigação das realidades sociais amazônicas. Formas de objetivação do capital na Amazônia. Desenvolvimento capitalista na  Amazônia. Capitalismo e questão social na Amazônia. Capitalismo e Estado na Amazônia. Capitalismo, Estado e políticas públicas na Amazônia.  

 Objetivo

Socializar resultados de pesquisas sobre o desenvolvimento capitalista, a questão social, o Estado e as políticas públicas na Amazônia, empreendidas a partir dos marcos teórico-metodológicos do pensamento marxista. 

 

 

 GT  7 – TEMA: A TENDÊNCIA DA BASE COMUM NACIONAL NOS DIVERSOS CONTEXTOS DA PAN-AMAZÔNIA: OS PRÓS E OS DIVERGENTES DISCURSOS NO CASO BRASILEIRO.

Coordenação

Profª. Drª. Leila Maria de Camargo/Rede de Educação Estadual de Roraima

Vice-coordenação

Maria de Nazaré Corrêa da Silva (Doutoranda em Educação PUC/SP)

 

Ementa

O currículo de base comum. O Brasil e as reformas do Ensino Básico na Contemporaneidade. Currículo de Base Comum na Pan-Amazônia Transcultural. Base e Formação docente.

Objetivo

Discutir limites e possibilidades na produção de bens, serviços e conhecimentos em um Estado democrático de direito instável que integre o sujeito ao mundo contemporâneo nas dimensões da cidadania e do trabalho.

 

 

GT 8 – TEMA: O PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DAS IDENTIDADES ÉTNICO-RELIGIOSAS NA AMAZÔNIA: FRONTEIRA ENTRE RELIGIÕES INDÍGENAS, AFRO-BRASILEIRA E A CATÓLICA.

Coordenação

Profª Drª Renilda Aparecida Costa

Vice-coordenação

Roberta Enir Faria Neves de Lima (MsC – PPGSCA/UFAM)

 

Ementa

A Amazônia é um espaço onde diferentes etnias e nacionalidades convivem, constituindo fronteiras não só territoriais, mas também fronteiras étnicas com interações e tensões sociais, realidade esta que revela um complexo emaranhado de relações culturais, políticas e econômicas permeado por marcadores de gênero, raça/etnia, classe social e religião. Neste sentido, o grupo de trabalho: O processo de constituição da identidade étnico-religiosa na Amazônia: fronteira entre religiões indígenas, afro-brasileira e a católica tem o intuito de compreender como os processos de identidades étnico-religiosas na Amazônia se deram na fronteira entre religiões indígenas, afro-brasileira, espirita e a católica. Neste sentido, se faz necessário dialogar sobre o contexto sócio histórico e cultural em que as diversas religiões se constituíram na Amazônia, não se limitando a reproduzir o passado, mas se, reconfiguraram constante mente na interação com os diferentes grupos sócio culturais. A partir desta perspectiva há na Amazônia uma dinâmica do ir e vir e do subir e descer das águas dos rios que marcam profundamente a vida dos povos que as habitam, constituindo assim, seus ritmos de viver, conviver e vivenciar o sagrado.

Objetivo

Compreender como os processos de identidades étnico-religiosas na Amazônia se deram na fronteira entre religiões indígenas, afro-brasileira, espirita e a católica.   

 

GT 9 – TEMA: Planejamento de Políticas Públicas e Fronteiras na Pan-Amazônia e Caribe

 

Coordenação

Prof° Dr Haroldo Amoras (UFRR)

 Vice-Coordenação: Prof. Dorcílio Erik Cicero de Souza (Professor da Faculdade Cathedral de Roraima e Doutorando do PPGDRA/NECAR/UFRR)

 

Ementa

 A situação de falta de legislação no âmbito das políticas públicas específicas para as situações típicas de fronteiras nas variadas áreas da vida social, tais como acesso a documentação das populações tradicionais (divididas geopoliticamente) e migrantes, mercadorias, insumos, bens e serviços

 Objetivo

Averiguar a ausência no âmbito das políticas públicas, de uma legislação que compreenda as situações típicas existentes nas fronteiras, no que concerne as variadas dinâmicas vivenciadas nesse locus.

 

GT 10 – TEMA: EDUCAÇÃO E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A PAN-AMAZÔNIA E CARIBE

 

Coordenação

Profª Drª Pérsida da Silva Ribeiro Miki – UFAM

Profª Drª Maria Marly de Oliveira Coêlho – UFAM

Prof. Dr. Wagner Paiva Araújo - UFAM

  

Ementa

 Educação e políticas públicas para as populações tradicionais/originais nas áreas pan-amazônicas e Caribe. Processos históricos, políticos e sociais nas relações entre os povos tradicionais e geracionais

Objetivo

Promover o debate sobre a educação e as políticas públicas na Pan-Amazônia e Caribe.

Socializar as experiências educacionais na Pan-Amazônia e Caribe em face da implementação de políticas públicas.

Refletir sobre os processos históricos, políticos e sociais nas relações entre os povos tradicionais e geracionais.

 

GT 11 – TEMA: Políticas Públicas de Educação Inclusiva, Formação de Professores e Práticas Pedagógica Adaptadas para a Pan- Amazônia e Caribe

 

Coordenação

Profª Drª Maria do Perpétuo Socorro Duarte Marques - UFAM

 Vice-Coordenação: 

Profª MsC Joelise Mascarelo de Andrade - UFAM

Profª MsC Suelen Coelho Lima – Secretaria Municipal de Educação do Município de Manaus – SEMED 

 

Ementa

Política Públicas de Educação Inclusiva na realidade Pan-Amazônia e Caribe: avanços e desafios.  Ressignificação das práticas pedagógicas e o atendimento do aluno com características diferenciadas. Formação de Professores, novos saberes e fazeres da docência na perspectiva da educação inclusiva. Recursos pedagógicos adaptados e sua interface com a aprendizagem. 

 Objetivo

 Promover o debate sobre as políticas públicas da educação inclusiva para a Pan-Amazônia e Caribe, destacando os principais avanços e perspectivas;

Discutir competências e habilidades na formação de professores necessárias a construção de práticas pedagógicas inclusivas;

Socializar experiência na produção de recursos pedagógicos adaptados e a aprendizagem do aluno com características diferencias.

 

GT 12 – Tema: Pan-Amazônia e Caribe: a diversidade presente nos processos migratórios e o respeito aos direitos humanos.

Coordenação :

Prof Dr Reginaldo Gomes de Oliveira (UFRR)

Vice-Coordenação

Marcela Ulhoa S. Bonvicini (Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Letras/ UFRR)

 

Ementa

O desafio de se trabalhar um campo do conhecimento ainda pouco estudado pela academia, que são as diferentes trajetórias migratórias dos povos pertencentes as sociedades nacionais e os povos indígenas no contexto da Pan-Amazônia e Caribe, abordando também o respeito e valorização dos direitos humanos.

 

Objetivo

Discutir a diversidade de línguas e culturas presentes nos processos migratórios e nos deslocamentos das populações indígenas na Pan-Amazônia e Caribe, para compreender os novos desafios do século XXI que envolvem os temas dos direitos humanos.

 

 

left show tsN fwB|left tsN fwB|left show fwB|bnull|sbss||news login fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR b01 c05 bsd|normalcase c05 b01 bsd|news login normalcase fwR b01 c05 bsd|tsN normalcase fwR b01 c05 bsd|b01 normalcase c05 bsd|content-inner||